Módulo de Gerenciamento de Limitações

Modelar o fluxo de produção e identificar a capacidade de fabricação potencial não utilizada


Ao interpretar teorias de fabricação de eficácia reconhecida de um novo modo, o módulo de gerenciamento de limitações identifica limitações reais, além de gerar inteligência útil para oferecer importantes melhorias no desempenho da fábrica.

O conjunto de Gerenciamento de Limitações modela o fluxo de produção em sua totalidade e identifica a capacidade potencial não utilizada, detectando o espaço livre, gargalos e zonas de buffer.

A identificação e atribuição de prioridade das verdadeiras limitações permitem que a equipe da fábrica ataquem aquelas questões que derivaram em maiores melhorias de desempenho, além de permitir à equipe da direção e aos funcionários tomar decisões fundamentadas que afetam de maneira positiva os resultados. As informações e interfaces, fáceis de interpretar, proporcionam dados históricos e em tempo real para facilitar a análise.

Folha de especificações da solução: Módulo de Limitações do Factory MOM

Características principais:

  • As telas que se iluminam em tempo real em função do tráfego imitam os fluxos de produção diretamente e oferecem pontos de mais informações que permitem explorar o rendimento.
  • Atribuição de fluxo de valor gráfico
  • Painéis de controle dos recursos de desempenho e de mapas de equilíbrio integrados
  • O módulo inclui o módulo da "Teoria das limitações"
  • Apresentamos a métrica de recurso de desempenho
  • Inteligência de limitações equipada com pequenas estruturas de análise de controle interno

Benefícios do Módulo de Limitações para a Melhoria e as Operações:

  • Melhorar o desempenho por meio da otimização do fluxo de valor
  • Aumentar a capacidade livre
  • Reduzir o inventário no decorrer do trabalho por meio de um fluxo de processo otimizado
  • Racionalizar os inventários de buffer
  • Melhorar a visualização de processos próximos do início e do fim do ciclo para promover a tomada de medidas de solução proativas
  • Integra-se às operações cotidianas das equipes do local de trabalho e das estruturas de análise
  • Reduz a complexidade das análises de tempo de inatividade